sexta-feira, 29 de dezembro de 2017

Bright: Superprodução da Netflix agrada!

"Super-produção da Netflix agrada!"

Disponível na Netflix

Este filme tem uma ousadia muito interessante porque, quando você acha que ele não vai se levar a sério, ele se leva. Afinal,  a história de uma Los Angeles onde criaturas como orcs, elfos, dragões,  que convivem entre negros, brancos, latinos, asiáticos, poderia lhe parecer somente uma fantasia qualquer, brilham neste filme, como elementos misturados ao realismo das ruas e que mergulham conscientemente em gênero e subgênero. E sem perder o bom humor. Mas não há uma alegoria tão grande assim em como há entre as comunidades dessas criaturas uma rivalidade ou em como o personagem do policial vivido por Will Smith é perseguido devido a sua criatura parceira ser o primeiro orc policial, uma combinação tida como improvável.

No entanto, o "barato" deste filme é mostrar toda sua roupagem de fantasia, num âmbito policial, com a esperteza de desenvolver bem a narrativa. Há os clichês de filmes de duplas policiais, mas há uma trama mágica de perseguição prestes a se instaurar em qualquer momento, ainda mais quando surge em cena a atriz Noomi Rapace, como uma Elfa de dar medo. Interessante também que essa é a comentadíssima superprodução da Netflix, que oferece para o diretor David Ayer uma liberdade criativa por onde ele se sai muito melhor, depois da tortura que foi sua direção em "Esquadrão Suicida". Além de Will Smith, "Bright" coloca ao lado do ator o extraordinário Joel Edgerton, como a criatura orc mais honesta que você poderia imaginar.

Instagram Oficial: @daniel_serafim_mais_cinema
Perfil Oficial: facebook.com/dsmaiscinema



MAIS CINEMA! A GENTE SEMPRE QUER MAIS, DAQUILO QUE A GENTE AMA!

Nenhum comentário:

Postar um comentário