domingo, 21 de janeiro de 2018

No Clima Do Oscar 2018

10 anos da vitória de Marion Cotillard 



Há 10 anos atrás, numa interpretação inquestionavelmente memorável, a nossa querida francesa Marion Cotillard entrava, de fato, para a história do sétima arte. Em mais um momento miraculoso da mais pura grandeza do cinema, a atriz proporcionava quase que um efeito mediúnico ao desaparecer completamente e fazer surgir aquele que é, provavelmente, o maior nome da música francesa de todos os tempos, Edith Piaf. Dizer isso, ou assistir novamente ao filme "Piaf - Um Hino Ao Amor" e testemunhar até onde Marion Cotillard conseguiu chegar, me arrepia completamente (sem brincadeira). A atriz interpreta o monstro que Piaf foi desde a juventude da artista, até seu último dia de vida e o resultado de sua interpretação tem menos a ver com a assombrosa transformação física ou com o detalhe de como ela dubla perfeitamente as canções, mas, sobretudo, tem a ver com esse evento raras vezes alcançado no cinema: desaparecer completamente e, literalmente, "ser" a personagem. Em 2008, Marion concorreu com: 

Cate Blanchett em "Elizabeth - A Era De Ouro"
Julie Christie em "Longe Dela"
Ellen Page em "Juno"
Laura Linney em "A Família Savage"

Quem será a grande vencedora do Oscar em 2018?

Instagram Oficial: @daniel_serafim_mais_cinema
Perfil Oficial: facebook.com/dsmaiscinema - Daniel Serafim 

MAIS CINEMA! A GENTE SEMPRE QUER MAIS, DAQUILO QUE A GENTE AMA!

Nenhum comentário:

Postar um comentário