terça-feira, 27 de fevereiro de 2018

Coluna: filmes que não podem cair no esquecimento = O Retorno

Estreia do cineasta Andrey Zvyagintsev foi igualmente arrebatadora como seus filmes posteriores




Antes de comentar "Sem Amor" ("Loveless"), é oportuno que eu mencione que, dentro do grupo de filmes que não podem cair no esquecimento, está a absurda estreia na direção de um dos 3 principais cineastas russos pós-anos 2000, Andrey Zvyagintsev com o seu poderoso "O Retorno", em 2003. PUTA QUE PARIU, que filme! De Kafka a Abraão e Isaac, em "O Retorno" um conto, ora metafórico, ora sublime composição da imagem apenas pra ficar lá "babando", evoca a relação de dois irmãos colocados juntos de um pai que não viam há 12 anos. Os 3 seguem juntos por uma jornada cruel o tempo todo, que se afunila sem censura alguma e que deixa o expectador, a cada enquadramento belíssimo desse cineasta, sem forças para lutar contra. Esse cinema feito por Andrey chegou a ser lembrado como o cinema de Tarkovsky, mas tem sua personalidade própria, acompanhando as maiores características do que se passou a ser feito no cinema pós-anos 2000, ao redor do mundo. De fato, Andrey hoje está pelo menos entre os 3 cineastas russos que pensam sua sociedade e de forma muito original. Em "O Retorno", assim como ainda acontece em sua filmografia, seus grandes personagens estão em lugares interiores da Rússia e, mesmo na estrada, parecem estar se enfiando cada vez mais para dentro; a imagem de um irmão mais velho e um irmão mais novo, confrontados pela autoridade do pai, e a maneira como ambos vão aceitando e respondendo diferentemente a esta autoridade, já denominava em 2003 todas as divisões e rupturas de um país, aliadas as perspectivas das novas gerações. E toda a beleza está na crueldade que o filho mais novo parece ser vítima, está no ódio que vai carregando e acumulando, está em tudo aquilo que, quando mais velhos, olhamos para trás e sentimos certo arrependimento. Ao mesmo tempo em que "O Retorno" revela uma outra cultura, uma outra alma, revela também, mesmo com a frieza absurda que o cineasta Zvyagintsev protege à narrativa, o amor que há entre aqueles personagens. O resultado é absolutamente maravilhoso, a trilha sonora é estupenda, é um soco no estômago, é um filme que não pode ser esquecido, que foi indicado pela Rússia ao Oscar e que recebeu a indicação ao Globo de Ouro como melhor filme estrangeiro em 2004.

" O RETORNO " - Vozvrashchenie - Dir. por Andrey Zvyagintsev - Rússia - 2003/2004

Instagram Oficial: @daniel_serafim_mais_cinema
Perfil Oficial: 
Página Oficial:
YouTube: 



MAIS CINEMA! A GENTE SEMPRE QUER MAIS, DAQUILO QUE A GENTE AMA! 


Um comentário: