domingo, 25 de março de 2018

Projeto Flórida

"Poderoso, glorioso e de rasgar o coração!

Um dos 10 grandes filmes do ano!"



Este diretor de 47 anos, chamado Sean Baker, surgiu no pós anos 2000 e, gradativamente, foi conquistando as atenções, ao lançar um olhar honesto para um outro lado da América e transmití-lo com uma emoção genuína para o Cinema. Eu seus filmes anteriores a "Projeto Flórida", imigrantes, vigaristas, desempregados e idosos formaram uma paisagem humana que, em 2015, atingiu um momento de raríssima beleza, com seu elogiadíssimo "Tangerine" (que estreou no Brasil em 2016), um drama frenético, bem humorado e criativo, centrado em transexuais. Estava explícito o olhar deste cineasta incluindo no lugar de fala, com histórias a contar, aquela parte da humanidade, feita de paisagem mórbida e que para ele se transforma numa matéria prima bruta, de beleza estarrecedora, a ser captada por uma postura que a privilegie. É justamente desse alinhamento de talentos que nasce esse soco no estômago, que é "Projeto Flórida", sem dúvida um dos 10 melhores filmes do ano e que nos faz curiosos pelo que mais Sean Baker pode fazer. 

Também é preciso mencionar que "Projeto Flórida" é um dos filmes lançados em 2018 que incorpora ecos da espécie de "depressão pós Trump" que se vive nos EUA (ou que se vive a partir da onda de conservadorismo que avança pelo mundo) e que fez de "Três Anúncios Para Um Crime" um ápice neste momento. Esses olhares para esses núcleos da humanidade, antes enquadrados sem força por um "predador", agora demonstram que esses mesmos organismos se levantam com a força de Golias. Em "Projeto Flórida", a história dessa lindeza de menina chamada Moonee, cresce  numa intensidade de fazer grudar o olho na tela, na medida em que o cineasta "abandona" sua câmera a mercê da movimentação da infância da pequena, que cresce com seus amiguinhos num lugar triste de se ver. Nós, adultos, temos a consciência de que o que se assiste é uma dureza de vida, no entanto, o filme é todo entregue a força da natureza da menina, para quem o mundo pode estar desabando lá fora, que nada a atinge; tudo pra ela é motivo de diversão, de descoberta e de admiração.

Moonee vive com a mãe Halley num desses grandes motéis, que ficam ao redor dos parques da Disney, ocupados por vidas à margem e que, principalmente após a crise imobiliária de 2008, foram ainda mais invadidos. Numa das cenas mais hilárias de "Projeto Flórida", um casal de brasileiros vai parar no lugar e a namorada tem uma crise contra o namorado, se recusando a ficar naquela espelunca. É a forma como o cineasta Sean Baker filma que destinos habitam esses locais, porém seu interesse está naquele que é o grande trunfo do filme: filmar a infância. Não é sempre que o Cinema rende bons projetos em torno de crianças e "Projeto Flórida" segue o trovão de referências da última década como "Pequena Miss Sunshine e "Indomável Sonhadora". É um deleite observar como a câmera do cineasta fica no nível das crianças para fazer delas, como ele mesmo disse em entrevistas, rainhas e reis de seu domínio. Nesse sentido, no melhor do contraponto com o consumo de sonho que lugares como a Disney oferecem a infância, Moonee e seus amiguinhos, Jancey e Scooty, criam por conta seu próprio terreno, com o mínimo de liberdade que se deveria ser protegido. 

Toda a composição de "Projeto Flórida" é de uma beleza de fazer arregalar os olhos, com planos abertos privilegiando aquele desbunde de cores e com acabamentos mais próximos do naturalidade. O filme foi feito em meio aqueles motéis em funcionamento, a maioria do elenco são de rostinhos novos e de uma competência absurda. A pequena Brooklynn Prince (moonee, uma das melhores personagens do Cinema neste ano) fez o filme com menos de 7 anos e é extraordinária; a atriz Bria Vinaite, que faz a mãe da Brooklyn, foi encontrada pelo diretor no Instagram e, ao construir uma personagem deslocada, é uma excelente coadjuvante; e, por fim, o maravilhoso Willem Dafoe entrega um desempenho belíssimo, como o gerente do local (repare na sequência em que seu personagem expulsa um indivíduo estranho do lugar, repare como colocou verdade na construção do personagem) e, durante a temporada de premiações/2018, se tornou um grande candidato ao prêmio de ator coadjuvante, mas acabou perdendo para Sam Rockell, de "Três Anúncios Para Um Crime""Projeto Flórida" é belíssimo em tudo, inesquecível e, sem dúvida, está  no destaque entre os 10 melhores filmes do ano.

" PROJETO FLÓRIDA " - The Florida Project - Dir. por Sean Baker - EUA - 2017/2018 - Distribuidora no Brasil: Diamond Films - Exibidor para o Mais Cinema por Daniel Serafim: Cinema Caixa Belas Artes

Instagram Oficial: @canaismaiscinema
YouTube: https://www.youtube.com/maiscinemapordanielserafim 



MAIS CINEMA! A GENTE SEMPRE QUER MAIS, DAQUILO QUE A GENTE AMA!

Nenhum comentário:

Postar um comentário