terça-feira, 6 de março de 2018

Uma Espécie De Família

"Adoção clandestina, barriga de aluguel, a destituição da ética e a obsessão; é o cinema latino agindo com nervosismo!"




Há uma característica muito latente da personalidade do cinema latino em narrar histórias como contos hediondos. Boa parte dessa característica se deve ao fato de que a maioria dos países da América atravessaram por ditaduras e carregam o fardo da obscuridade que paira sobre a história. A outra parte dessa característica se deve ao fato do pensamento de talentosos cineastas, que apareceram pós anos 2000, que entendem que a pobreza de seus países concentram economias próprias e soluções particulares para assuntos mal debatidos pela política social, trocada frequentemente pelo interesse. Pois bem, em "Uma Espécie De Família" (co-produzido pela brasileira Bossa Nova Filmes), o cineasta argentino Diego Lerman, passando dos 40 anos e que dirigiu seu primeiro longa em 2002, perturba com a história de Malena, médica de classe média, que encomendou uma criança pela prática de uma barriga de aluguel na província de Misiones, um lugar semi-notado na fronteira entre o Brasil e a Argentina. 

Tudo parecia caminhar bem, seguindo uma prática clandestina cuja sensação é de que ali é tão rotineira, quanto brilha a luz do sol. Acontece que é aquela velha história, a consciência vai ser sempre a maior das medidas. A médica Malena já atravessou um limite ético e agora parece estar preocupada com uma pressão exercida por si mesma, na medida em que vai caindo dentro de si sua obsessão pela maternidade e como, por isso, tem se arriscado. Ela se meteu com uma uma espécie, não de família, mas de "rede do crime" e aí que mora o talento deste filme imaginado por esse cineasta. Ele imagina os processos da adoção ilegal e imagina todas as partes com as quais Malena se uniu para levar a cabo sua obsessão, como uma teia clandestina, dessas que ainda vão revelar que o sonho de ser mãe pode adquirir um preço bem mais perigoso para Malena. Quando nasce a criança, surge um parente de Marcela, a barriga de aluguel, dizendo lá uma história que vai precisar de uma bolada de grana de Malena, deixando bem claro que se ela não pagar, não leva a criança. A batata começa a assar!

Todo mundo parece saber que por ali é assim que funciona e os personagens chegam a ser cômicos. A rede de suborno que se revela tem todos os seus personagens cumprindo um papel de "máfia": tem o grande "agenciador" do plano, o médico chefe; tem a velha enfermeira, uma gerente do plano, que ataca de "mãezona"; e tem a advogada, que testemunha com calmaria a chantagem e valida os processos de falsificação. É interessante como o diretor Diego Lerman provoca as consequências no filme. Sua personagem está obcecada e vai atravessar todos os desafios para ter o bebê nos braços. A câmera segue a personagem com nervosismo e transmite todo a tensão pela qual Malena está passando, entre todas essas pessoas. E o filme atinge pontos altos, criando inclusive simbolismos, tentando despertar na personagem uma travessia por julgamentos interiores, como a sequência extraordinária de uma passagem de uma nuvem de gafanhotos, que parece surgir como uma das pragas do Egito. Esses temas também são recorrentes ao cinema latino, a maternidade e suas pressões. O filme de Diego Lerman cresce também por trazer duas atuações poderosas, a da atriz Barbara Lennie, como Malena e a da atriz Yanina Ávila, excelente coadjuvante como Marcela, a barriga de Aluguel. Ao final, sempre um ponto alto desse cinema, o filme deixa a encargo do espectador debater se o que assistiu, se os tabus que expôs, fazem sentido de trazer o pensamento sobre a América ou não.

" UMA ESPÉCIE DE FAMÍLIA " - Una Especie De Familia - Dir. por Diego Lerman - Argentina - 2017/2018 - Distribuidora no Brasil: Pandora Filmes 

Instagram Oficial: @daniel_serafim_mais_cinema
YouTube: Daniel Serafim Mais Cinema 



MAIS CINEMA! A GENTE SEMPRE QUER MAIS, DAQUILO QUE A GENTE AMA!

Um comentário:

  1. Me interessei.O cinema argentino imbatível. Recomendo o filme Minha amiga do parque que está em cartaz.

    ResponderExcluir